Angola diz que já não precisa do apoio financeiro do FMI

4
530

Angola desistiu das negociações sobre um eventual programa de financiamento ampliado do Fundo Monetário Internacional (FMI).

José Eduardo dos Santos afirmou ao FMI que o país prescindia do apoio financeiro (mantendo-se os contactos ao nível técnico, enquanto membro do FMI).

“O Presidente da República de Angola informou o FMI sobre a decisão de manter o diálogo com o fundo apenas no contexto do artigo IV `consultas` e não no contexto de discussão sobre o Programa de Financiamento Ampliado”, disse o porta-voz do FMI, durante uma conferência de imprensa em Washington (EUA).

Eduardo dos Santos

Gerry Rice confirmou, depois, que houve uma alteração e que “as discussões respeitantes a um possível programa de assistência já não entram no âmbito dos técnicos”.

Importa referir, que a 6 de abril, o FMI anunciou que Luanda solicitou um programa de assistência para os próximos três anos.

SHARE