Após abandonar a União Europeia, actos racistas e xenófobos tomam conta do Reino Unido

0
284

Tal como já se previa, após ter se confirmado a saída do Reino Unido da União Europeia, actos Xenófobos e racistas tomaram conta da Reino.

A título de exemplo, a sede da comunidade polaca em Londres foi pintada com a inscrição “vão-se embora”, aumentando os receios dos emigrantes, que sentem que estão a ser alvo de ataques racistas e xenófobos na sequência do triunfo do ‘Brexit’.

“Este sentimento é uma mistura entre o desgosto e o medo. Nós temos o centro a funcionar desde 1962 e nunca tivemos de nos confrontar com atos de racismo”, disse a diretora da galeria que funciona no interior das instalações do Polish Social and Cultural Association (POSK), na zona de Hammersmith, em Londres, citado pela agência France Press Joanna Ciechanowska.

A responsável pelo centro da comunidade polaca em Londres aponta como causa as mensagens que foram utilizadas durante a campanha do referendo que decidiu a saída do Reino Unido da União Europeia (‘Brexit’).

“É muito preocupante. Ouço amigos que viajam de comboio e que dizem que as pessoas que se sentam ao lado, de um momento para o outro, lhes dizem diretamenete: ‘façam as malas e vão-se embora. Se as pessoas que tinham um grão de agressividade dentro delas, o referendo fez com que tudo saísse cá para fora”, relatou Ciechanowska.

Para outro elemento do centro polaco de Hammersmith, “o resultado do referendo parece que concedeu autorização às pessoas para expressarem racismo e xenofobia”.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, que anunciou a demissão em outubro na sequência do ‘Brexit’, já criticou “a série de reprováveis” incidentes que se seguiram à decisão sobre o abandono do Reino Unido da União Europeia.

“Nos últimos dias, temos visto inscrições lamentáveis que atingem o centro comunitário polaco e elementos de minorias étnicas têm sido avo de insultos verbais”, disse Cameron.

SHARE