“Desarmar a Renamo não é nada do outro mundo” diz Chissano

0
598

O antigo chefe do estado moçambicano, Joaquim Chissano, disse hoje, terça-feira que desarmar e desmilitarizar o maior partido da oposição no país não é nada do outro mundo.

Joaquim Chissano fez essas declarações à margem da Conferência Moçambique-Portugal, que decorreu em Cascais. O mesmo admitiu que estão em curso contactos com vista a preparar um encontro entre o presidente Filipe Nyuse, e o líder da Renamo, Afonso Dhlakama.

“Nem é do interesse da Renamo continuar nas matas e a ser vista como um partido não credível, por manter armas de um lado, e paralelamente, membros no Parlamento. Está muitas vezes conotada com terrorismo”, sentenciou Chissano.

SHARE