PRM deteve três pessoas por violação de campas de albinos

0
380

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve três indivíduos de nacionalidade moçambicana por violação de túmulos de pessoas albinas, na província de Niassa, norte do país.

Os larápios, com idades compreendidas entre os 27 e os 45 anos, são ainda indiciados de tráfico de ossadas de indivíduos com problemas de pigmentação de pele.

O grupo foi detido no distrito de Mandimba, graças a uma denúncia popular. As autoridades policiais reivindicam ter detido outros 120 cidadãos indiciados na prática de diversos tipos de crime deste universo, sendo 86 indiciados por crime contra propriedade, 29 contra pessoas e cinco contra ordem, segurança e tranquilidade públicas.

De acordo com a polícia, foram detidos, igualmente, 1.067 indivíduos por violação de fronteira, sendo 525 moçambicanos, 254 malawianos, 166 zimbabwianos e 122 tanzanianos.

SHARE